Menu



RÁDIO  TREM
Recordando os Bons Tempos do Trem

AMIGOS   DO   PROJETO   RÁDIO   TREM ! 

UTILIDADE PÚBLICA; PARE! OLHE! ESCUTE!

PREVISÃO  ATUALIZAÇÃO  CLIMATEMPO:

 PROJETO RÁDIO TREM 

RECORDANDO OS BONS TEMPOS!

trem-de-natal-imagem-animada-0023

 PREVISÃO   ASTRAL   ATUALIZADA   PELO   HORÓSCOPO   VIRTUAL :  

  CONHEÇA   OS   APOIADORES   DO   PROJETO   RÁDIO   TREM ! 

 ACONTECIMENTOS,   DESTAQUES,   NOTÍCIAS   DO   MEIO   TRILHOS :

EMTU classifica três propostas em licitação para segunda fase do VLT da Baixada.

Sistema de trens leves já deveria ter todo o trecho entregue

A EMTU - Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos divulgou nesta quinta, 05 de dezembro de 2019, a continuação do processo de licitação para a construção da segunda fase do VLT - Veículo Leve sobre Trilhos, que compreende 14 estações entre a Avenida Conselheiro Nébias e o Valongo, em Santos.

Foram classificadas nesta fase as propostas da construtora Queiroz Galvão S.A ; do Consórcio TTE (VLT), formado pelas empresas Trail Infraestrutura Eireli, Terracom Construções Ltda. e Engefel Engenharia Civil e Ferroviária Ltda; e do Consórcio Conselheiro Nébias/Valongo, formado pelas empresas Construtora Norberto Odebrecht S.A., OEC S.A. e Odebrecht Engenharia e Construção Internacional S.A.

Esta fase da concorrência leva em conta as propostas técnicas.

Como mostrou o Diário do Transporte, em 30 de agosto de 2019, a EMTU tinha classificado dez empresas ou consórcios na fase da análise das propostas de preços.As três classificadas nesta fase também obtiveram os melhores resultados com a oferta de preços mais baixos.

1º) Queiroz Galvão: R$ 217,7 milhões - com R$ 217.732.987,47 (duzentos e dezessete milhões setecentos e trinta e dois mil novecentos e oitenta e sete reais e quarenta e sete centavos)

2º) Consórcio TTE (VLT):  R$ 233,8 milhões - formado pelas empresas Trail Infraestrutura Eireli, Terracom Construções Ltda. e Engefel Engenharia Civil e Ferroviária Ltda., com R$ 233.851.672,48 (duzentos e trinta e três milhões oitocentos e cinquenta e um mil seiscentos e setenta e dois reais e quarenta e oito centavos).

3º) Consórcio Conselheiro Nébias/Valongo: R$ 233,9 milhões - formado pelas empresas Construtora Norberto Odebrecht S.A., OEC S.A. e Odebrecht Engenharia e Construção Internacional S.A., com R$ 233.920.607,14 (duzentos e trinta e três milhões novecentos e vinte mil seiscentos e sete reais e quatorze centavos).A partir da publicação desta quinta, 05, foi aberto prazo de cinco dias para eventuais recursos.

Fonte: https://diariodotransporte.com.br/2019/12/05/emtu-class...

DEZEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Expectativa da CPTM é que até abril de 2020 
todos os novos trens da Linha-13 Jade estejam em operação.

A expectativa da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) é que até o mês de abril do próximo ano, todos os novos trens da frota da Linha-13 Jade já estejam em operação, de acordo com a empresa. A CPTM também informou à reportagem que mais três novas composições devem chegar nesta semana ao país.

O primeiro novo trem da série 2500 desembarcou no Porto de Santos no mês de setembro, e atualmente está em fase de conclusão dos testes para iniciar a operação comercial em breve, segundo a companhia. A CPTM chegou a divulgar o inicio da operação deste novo trem para este mês, porém, após novo questionamento do HOJE, a empresa não citou mais nenhuma possível data.

A expectativa é que até abril de 2020 todos os trens da nova frota estejam em operação, destacou. Atualmente dos oito novos trens que devem chegar a Linha-13 Jade, composta pelas estações Aeroporto, Guarulhos-Cecap e Engenheiro Goulart, três estão em fase de testes nos sistemas elétricos, mecânicos e de sinalização no pátio de Presidente Altino, na cidade de Osasco.

No mês passado, segundo a CPTM, a Linha-13 Jade transportou em média 15,5 mil passageiros por dia útil, registrando um aumento de 42% em relação a janeiro deste ano, quando a média de dia útil foi de 10,9 mil. Já o serviço Connect é o grande responsável pelo maior número de usuários, já que a média tem se mantido em 10,5 mil passageiros por dia.

Questionada sobre o pequeno número de usuários, já que a linha foi projetada para atender uma demanda de 120 mil pessoas, a CPTM afirmou que trabalha com a perspectiva de crescimento gradativo da demanda dos serviços oferecidos pela linha, alegando que o aumento de passageiros prosseguirá com a redução dos intervalos e a popularização da linha.

Lembrando que há estudos para que, futuramente, a linha seja ampliada até o bairro de Bonsucesso, em Guarulhos, bem como estudos para ampliação de viagens com destino ao centro da capital, informou a companhia.

Fonte: https://www.guarulhoshoje.com.br/2019/12/03/expectativa...

DEZEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.

Trensurb retoma operação de trens acoplados 

entre as estações Sapucaia do Sul e Mercado.

Trens acoplados voltaram a ser utilizados nesta segunda (2) - Foto: Joyce Heurich/G1

A Trensurb retomou a operação dos trens acoplados nesta segunda-feira (2) entre as estações Sapucaia do Sul e Mercado, em Porto Alegre. Em vez de quatro, os trens possuem oito vagões.

Dois trens acoplados passaram a circular no horário de pico da manhã. São três viagens em direção a Porto Alegre e uma no sentido oposto. Segundo a Trensurb, a capacidade de transporte de passageiros deve aumentar 13% no trecho. Serão 18,3 mil pessoas transportadas por hora.

Os trens acoplados não funcionavam desde abril de 2016 quando um incêndio atingiu a subestação de energia de Sapucaia do Sul. Com a reconstrução da subestação, o sistema voltou a oferecer carga suficiente para o funcionamento dos veículos.

O vendedor Marcio Bogen conta que utiliza o trem diariamente para ir ao trabalho.

"Eu tinha escutado falar que eles iam começar a unificar o trem, colocar assim como começou hoje, melhorou bastante o transporte, está ajudando bastante", afirma.Um outro passageiro também gostou da retomada dos trens acoplados.

"Tem bem mais lugar no trem, facilita o deslocamento do pessoal, bem melhor", relata o vendedor Roberto Silva.

Fonte: https://g1.globo.com/rs/rio-grande-do-sul/noticia/2019/...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA

Operação Natal” vai atender 1 milhão de passageiros por dia no Brás aos sábados.

Neste mês, foram instaladas mais três catracas para facilitar o embarque.

Com a proximidade do Natal e o pagamento da primeira parcela do 13º, o volume de pessoas que se destinam às regiões de compras cresce gradativamente, especialmente na região do Brás, um dos principais polos comerciais de São Paulo. Para atender esse público, a partir do dia 30/11, a CPTM implantará a “Operação Natal” na Estação Brás, que chega registrar aos sábados a circulação de mais de um milhão de passageiros.

A operação funcionará nos finais de semana até o dia 24/12 e visa facilitar o deslocamento dos passageiros.  Entre as principais ações estão a ampliação do horário de pico (menor intervalo entre os trens) e o aumento do número de empregados operacionais da estação e da segurança na Estação Brás para orientar as pessoas.

Neste mês, foram implantados mais três bloqueios (catracas) na Estação Brás, totalizando 24, para melhorar o embarque.  Um deles é especial, tipo um “porta balcão”, com 90 cm de largura, que também aceita todos os tipos de bilhetes da CPTM e Metrô e permite o acesso de cadeirantes.

Também foi montado um novo esquema de direcionamento de fluxo para deixar a viagem mais confortável. Na entrada da estação, os empregados orientarão a passagem das pessoas de acordo com quem tem bilhete, cartão ou quem precisa comprar bilhete. A partir das 10h ou de acordo com o movimento de passageiros, a saída da estação será pelo corredor lateral, sem passar pelos bloqueios, para agilizar o embarque de quem estará voltando das compras.

Além do reforço das equipes, também será intensificada por meio da emissão dos APs (Avisos ao Público) e cartazes os avisos de segurança, como cuidados redobrados com pertences como bolsas, celulares e até as crianças, além da compra antecipada do bilhete para o retorno.  A operação conta com o apoio da PM e da Guarda Civil Metropolitana que têm postos móveis na Praça Agente Cicero.

Embora a Estação Brás ofereça mais de um acesso, a venda de bilhetes estará concentrada nos sete guichês da bilheteria do saguão principal, dos quais um é exclusivo para receber pagamentos realizados em moedas no valor exato da tarifa e outro destinado ao atendimento preferencial (gestantes, pessoas com crianças de colo, idosos, entre outros).

Em caso de dúvida, o usuário pode entrar em contato com o Central de Relacionamento pelo telefone 0800 055 01 21 ou através do site www.cptm.sp.gov.br.

NOVEMBRO/2019 – CPTM.


Lei autoriza recuperação das ferrovias de Cantagalo, Sumidouro e Friburgo.

O ramal de trem Cachoeiras de Macacu x Nova Friburgo e Saracuruna x Cantagalo, na Região Serrana do Rio, estão incluídos no Plano Estadual de Recuperação da Malha Ferroviária.

Isso é o que diz a Lei Nº 8635/19, que foi sancionada pelo governador Wilson Witzel e publicada pelo Diário Oficial do Executivo nesta terça-feira (26/11).O texto é do deputado Welberth Rezende (PPS) e altera a Lei Nº 8.210/18.

O programa foi criado com o objetivo de fomentar o turismo do estado a partir da recuperação das estações de trem.Mas, além do ramal Cachoeiras de Macacu x Nova Friburgo e Saracuruna x Cantagalo, estão inclusos na região de abrangência do Serra News: Murinelli x Sumidouro, Macaé x Campos e Ramal da Serra de Petrópolis.

Em outubro, a Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) instalou a Frente Parlamentar Rio nos Trilhos para reativação das ferrovias fluminenses. A reunião, realizada na sala 316 do Palácio Tiradentes, foi presidida pelo deputado propositor da Lei Nº 8635/19.

A iniciativa tem o intuito de promover a revitalização da malha ferroviária do Rio de Janeiro. Porque a ideia é recuperar diversas linhas no estado pelo seu potencial turístico, revitalizando regiões e atraindo novos investimentos.

Poderão ser feitas parcerias público-privadas para a recuperação das linhas, pois diminuiria custos para o poder público. A Secretaria de Transportes deverá fazer um projeto que contenha a análise das linhas, o orçamento para as obras e o cronograma para a implantação.

Fonte: https://www.serranewsrj.com.br/2019/11/lei-autoriza-rec...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.

Edital para venda da Trensurb recebe interessados após derrubada de liminar.

Justiça autorizou tramitação do edital que prevê a contratação de uma empresa 

para elaborar a modelagem de privatização da estatal | Foto: Samuel Maci

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) reformou uma decisão da 16ª Vara Federal do Rio de Janeiro e autorizou a tramitação do edital da Trensurb que prevê a contratação de uma empresa para elaborar a modelagem de privatização da estatal. Em primeira instância, o Sindicato dos Metroviários do Rio Grande do Sul (Sindimetrô RS) havia conseguido suspender o andamento do edital ao alegar que o pregão eletrônico continha vícios e nulidades.

O TRF2 derrubou a liminar do juiz federal Wilney Magno de Azevedo Silva ao acatar recurso do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os metroviários recorreram da decisão. A sentença do tribunal é do último dia 14, conforme o banco.

Nesta semana, dois pregões já foram abertos para receber as primeiras propostas, enquanto um terceiro é previsto para quinta-feira. A estimativa do BNDES é de que a análise técnica e documental seja realizada em até um mês.

No fim de junho, o Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos da Presidência da República publicou resolução sobre a venda da Trensurb, com estimativa de lançar o edital no primeiro semestre de 2021 e o leilão no segundo semestre do mesmo ano.

No mês passado, a possibilidade de venda da Trensurb pautou audiência pública realizada na Assembleia Legislativa. Um dos proponentes do debate, deputado federal Elvino Bohn Gass (PT), criticou duramente a privatização dos trens. Sem descartar a possibilidade de Parcerias Público Privadas (PPPs), o petista disse que a entrega total do serviço ao setor privado pode prejudicar o usuário.

A Trensurb opera uma linha de trens urbanos com extensão de 43,8 quilômetros, no eixo norte da região Metropolitana de Porto Alegre, com 22 estações e uma frota de 25 trens (com outros 15 sendo integrados), atendendo a seis cidades: Porto Alegre, Canoas, Esteio, Sapucaia do Sul, São Leopoldo e Novo Hamburgo. A tarifa, que até 2017 era de R$ 1,70, chegou a R$ 4,20 em março deste ano.

Além da empresa gaúcha, o governo federal também mostrou-se favorável a privatizar a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que opera serviços de transporte de passageiros sobre trilhos nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Recife, Maceió, João Pessoa e Natal.

Fonte: https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/geral/ed...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Decoração natalina é destaque da Linha 10-Turquesa.

Estações Santo André e Mauá já entraram em clima de final de ano;

Árvores de Natal, enfeites personalizados e cortinas cheias de recadinhos especiais. A Estação Santo André, na Linha 10-Turquesa, não esperou o mês de dezembro chegar para entrar no clima natalino. E, neste ano, a estação recebeu uma ajuda especial: além da contribuição dos funcionários, diversas crianças com necessidades especiais também participaram da confecção dos enfeites.

A ideia para promover a inclusão partiu da Supervisora Geral de Estações, Erika Daniela Alves Ferreira. Ela conta que, de início, era um projeto simples e que pretendia envolver alguns pequenos, que geralmente embarcavam e desembarcavam ali, além de filhos de funcionários. “A gente montou kits para as crianças personalizarem e eu tive a ideia de levar alguns para a escolinha do meu filho, que tem crianças especiais. Aí, a diretora achou a ideia muito legal e quis envolver outros dois colégios, com crianças que também possuem necessidades especiais”, conta.

Cerca de 160 crianças participaram da decoração, produzindo adereços para a árvore de Natal e também para a cortina de mensagens que enfeita o espaço onde passageiros embarcam no Expresso Turístico. “Tivemos a participação de crianças desde o berçário até o Ensino Fundamental. O objetivo era que cada uma levasse o kit para criar um adereço com a família”.

Os enfeites foram produzidos com papel. Para arrecadar os materiais, Erika teve apoio de outras áreas da CPTM. A montagem da decoração foi feita com a ajuda da equipe da própria Estação Santo André.

“Foi uma ação em conjunto e o objetivo era unir as pessoas, para que todos interagissem”, observa Erika, que se orgulha do alcance que a iniciativa teve. “São ideias que vão se materializando. Era uma decoração simples e quando tomou toda essa proporção foi uma surpresa. Fiquei muito feliz, pois vivo essa inclusão, meu filho é autista”.

O projeto também recebeu um nome especial: “Árvore da Amizade – Nossas Diferenças nos Completam”. Para Erika, a integração é essencial e são atitudes como essas que fazem as crianças se sentirem especiais. O objetivo, ao montar a árvore e a cortina, era fazer com que cada delas pudessem ver sua arte exposta.

O espaço, que foi inaugurado em meados de novembro, era aguardado com muita expectativa tanto pelos pais quanto pelas crianças. Erika revela que também pretende organizar um ambiente com mesinhas e materiais para que a garotada que passar pela estação tenha a oportunidade de confeccionar o próprio enfeite.

Já na Estação Mauá os preparativos começaram em agosto, quando os colaboradores tiveram a ideia de juntar a sobra de impressão dos bilhetes. Em outubro, eles iniciaram a confecção dos enfeites. Com o papel, foram feitos floquinhos de neve que deram vida à árvore de Natal, que ganhou ainda bolinhas personalizadas com a imagem de trens.

A ideia partiu da Agente Operacional Nádia Oliver Sakamoto, que organizou todo o processo. A equipe da estação também ajudou na montagem da decoração, que foi inaugurada no início deste mês. Nádia conta que depois dos enfeites finalizados, já recebeu diversos elogios dos passageiros, que se surpreendem com os materiais utilizados.

“Eles acham legal o fato de termos usado o canhoto dos bilhetes, porque é uma ação sustentável. Muitos ficaram curiosos, porque ficou tão bonitinho que nem parece que é reciclável”, relata. “É uma sensação muito boa, porque você sente orgulho de trabalhar aqui, nessa empresa, e ver o passageiro se aproximando da gente”.

NOVEMBRO/2019 – CPTM.


Dezessete dos 40 trens do RJ retirados de circulação 

voltarão à frota até domingo, diz governo.

A Secretaria de Estado de Transportes afirmou nesta terça que, até o próximo domingo (24), 17 dos 40 trens retirados de circulação pela SuperVia retornarão à frota operacional. Segundo o órgão, os trens estão passando por processo de manutenção de suas caixas de tração e estarão novamente disponíveis para o transporte de passageiros.

No último dia 18, por recomendação do Consórcio CRRC, responsável pela fabricação das composições, a SuperVia retirou de circulação 40 trens, em decorrência de problemas nas caixas de tração produzidas pela empresa alemã Voith.

A SuperVia tem, ao todo, 201 trens. Por causa da retirada das 40 composições, a concessionária opera em esquema especial desde segundo. Esse esquema inclui aumento de intervalos e trens menores em alguns ramais.

Ainda segundo a Secretaria de Transportes, mais seis composições estarão retornando à frota entre os dias 24 e 30, totalizando 23 trens. Os 40 trens, após passarem por revisões, deverão estar em plena operação até 17 de janeiro de 2020.

O cronograma de normalização do tráfego ferroviário foi acertado em reunião ocorrida nesta terça-feira (19) com representantes do Consórcio CRRC, da Central Logística, da SuperVia e da Agetransp.

Os trens retirados de circulação ainda se encontram em período de garantia. A Setrans determinou ao grupo chinês CRRC que, após os reparos emergenciais, seja feita a substituição das caixas de engrenagem de todos os 70 trens adquiridos na licitação de 2011.

Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/11/...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Retirada de trilhos nos anos 80 foi um erro, diz dirigente de entidade do setor.

Embora seja comum até hoje encontrarmos trilhos sem utilização em cidades do interior de São Paulo, foram feitos movimentos fortes dos governos principalmente nas décadas de 1980 e 1990 para a retirada deles.

Foram períodos em que rodovias eram duplicadas e, em situação antagônica, os trens agonizavam e deixavam de transportar primeiro passageiros e, depois, cargas. Analisemos um pequeno trecho ferroviário, entre Ribeirão Preto e Franca. A retirada dos trilhos entre as duas importantes cidades do interior paulista não prejudicou só o transporte, já que fez também com que parte das estações no caminho perdessem utilidade.

Dos 119,5 quilômetros de trilhos entre a principal estação de Ribeirão e a maior de Franca, ao menos 95,6 quilômetros não existem mais. Na estação Alto, ainda em Ribeirão, os trilhos deixaram de existir na segunda metade dos anos 1980, mas a estação já não tinha operações ferroviárias desde a década anterior. Das 12 estações entre as cidades, 4 estão abandonadas e 1 foi demolida.

As outras 7 têm usos variados, normalmente ligados à cultura -como museu, centro cultural ou biblioteca. Entre elas estão Brodowski, Visconde de Parnaíba, Batatais e Boa Sorte.Mas, se os trilhos ainda existissem, a retomada do transporte de passageiros no interior poderia ocorrer com mais facilidade, segundo Joubert Fortes Flores Filho, presidente da ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos).

"Foi uma decisão equivocada a retirada dos trilhos e de trens [nos anos 80]. Moro no Rio, mas nasci em Minas. Quando era menino e ia sempre para Minas com meus pais, pegava trem na estação Leopoldina, prédio histórico lindo e completamente abandonado aqui. Íamos de noite. Tinha cabine dormitório, adorava, e chegava de manhã em Minas. Hoje faz o trajeto em cinco horas. Isso foi fruto da implantação da indústria automobilística, criou o rodoviarismo", afirmou.

TRECHOS INADEQUADOS

O trecho rodoviário entre Ribeirão e Franca tem 89 quilômetros, mais curto que os 119,5 quilômetros da época das ferrovias. O motivo é simples: como a Companhia Mogiana de Estradas de Ferro -que administrava a linha férrea que passava pelas cidades- tinha como interesse básico atender aos cafeicultores, seus principais clientes, o traçado da ferrovia era muito sinuoso, de forma a passar nas lavouras para o embarque da produção, rumo ao porto de Santos. Muitos trechos foram retificados ao longo das décadas para corrigir essa sinuosidade. Mas há curvas inadequadas, rampas acentuadas, baixas velocidades e composições que cortam a zona urbana de importantes cidades paulistas até hoje.

"Achou-se que podia fazer tudo pela rodovia. EUA, França e Japão têm ótimas rodovias, mas também ótimos sistemas ferroviários. Usam ferrovia e rodovia capilarmente. Aqui, erradicaram os trens. Muitas cidades do Sudeste dependiam do trem. Hoje somos os maiores produtores de soja do mundo, mas quanto custa? Faz a viagem de caminhão, dá vontade rir, para não chorar. Por que fizemos isso?", questionou o presidente da associação.

De acordo com ele, pode ser mais barato implantar BRTs (ônibus que rodam em vias segregadas e contam com características como ultrapassagem nas estações, embarque em nível e pré-pagamento da tarifa) que metrôs ou VLTs (Veículos Leves sobre Trilhos), mas esse sistema não permite o transporte em massa de passageiros. "É mais barato colocar BRT num corredor em vez de metrô ou VLT?

Às vezes até é, mas é igual à história da soja. Quantas pessoas precisa carregar por hora? Quarenta mil, 50 mil, como o corredor da linha 2 do Rio. Não adianta botar ônibus, metrô transporta num carro 300 pessoas. Um de seis carros dá quase 2.000 pessoas, enquanto num ônibus são 70 pessoas, 40 em pé e 30 sentadas. É incomparável", disse.

Fonte: https://sobretrilhos.blogfolha.uol.com.br/2019/11/19/re...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Falha mecânica não corrigida por fabricante chinês 

obriga SuperVia a retirar 40 trens de circulação.

A partir desta segunda-feira, a SuperVia precisará fazer alterações operacionais em função da necessidade da retirada de 40 trens de circulação por problemas em série detectados nas caixas de tração (engrenagem que transmite energia do motor para eixo e rodas), ainda em fase de garantia de fábrica.

Os trens foram entregues e incluídos na operação da SuperVia entre 2014 e 2016 pelo Governo do Estado, que os comprou do consórcio CRRC, empresa chinesa que já promoveu um recall para corrigir o problema, mas sem resolvê-lo. Com o aumento da frequência das falhas, a SuperVia intensificou as vistorias, o que levou à retirada desses 40 trens de circulação por orientação do próprio fabricante chinês.

De acordo com a SuperVia, em função dessa situação, e com objetivo de garantir a continuidade da prestação do serviço com segurança, as alterações operacionais necessárias serão: acréscimo nos tempos dos intervalos entre trens dos ramais Japeri e Santa Cruz e no trecho entre Gramacho e Saracuruna; ainda, algumas viagens do ramal Deodoro serão realizadas em trens de quatro carros, em vez de oito carros.

A companhia e o poder concedente (Governo do Estado) estão atuando de forma contundente junto aos fornecedores para que o serviço retorne à normalidade o mais rápido possível. As caixas de tração são fornecidas ao Consórcio CRRC pela Voith, empresa alemã. Além de acionar o plano de contingência junto ao Centro de Operações da Prefeitura do Rio de Janeiro (COR) e outras concessionárias de transporte, a SuperVia vai reforçar o efetivo de apoio e segurança nas estações e ramais impactados, assim como nos canais de atendimento aos passageiros.

Entenda o caso

A SuperVia enviou comunicados frequentes sobre o fato aos fabricantes desde 2016. Como medida paliativa, as empresas fornecedoras promoveram um recall da peça, mas a solução apresentada não alcançou o resultado esperado e não resolveu o problema. As caixas de tração ainda estão na garantia. A concessionária sempre disponibilizou uma equipe adicional para apoiar os trabalhos de manutenção pelo fornecedor chinês.

Em nota, a SuperVia disse que lamenta os transtornos e reforça que está mobilizada para adequar a operação da melhor forma, buscando impactar o mínimo possível a rotina dos passageiros. A todo momento, os canais de comunicação da concessionária, nos trens, estações e também na internet, estão informando sobre as condições de circulação de trens. A empresa espera uma solução rápida pelo fornecedor chinês, que permita que o serviço seja normalizado brevemente.

Fonte: https://istoe.com.br/falha-mecanica-nao-corrigida-por-f...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Bolsonaro revela possibilidade de reativar ferrovia entre Santos e Vale do Ribeira.

Durante passagem pela Baixada Santista neste feriado prolongado de Proclamação da República (15), o presidente Jair Bolsonaro afirmou, em entrevista para a TV Tribuna, que há prospectos para investimento na região do Vale do Ribeira, local onde viveu por muitos anos.

Antes de entrar no Forte dos Andradas, em Guarujá, o presidente comentou que tem conversado com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, sobre a possibilidade de reativação da ferrovia de Santos, que vai até a cidade de Cajati, no Vale do Ribeira.

"Existe a possibilidade, mas logicamente, vai ser a iniciativa privada que vai fazer esse investimento. Tem que ver a viabilidade econômica. A economia da região (do Vale do Ribeira) é a banana, mas também pode ser voltada ao Turismo", falou.

Governo do Estado também realiza projetos na região

O governador do Estado, João Doria, esteve no Vale do Ribeira na última terça-feira (12) para o lançamento de diversos projetos de geração de emprego e empreendedorismo. Foi a primeira vez que o chefe do Executivo paulista veio à região após o lançamento do Programa Vale do Futuro, que planeja trazer melhorias a 22 municípios.Doria esteve nos municípios de Registro, Iguape e Miracatu. Durante a visita, o governador falou sobre a relevância do programa Vale do Futuro, que investirá R$ 2 bilhões em todo o Vale do Ribeira para desenvolvimento social e econômico.

Fonte: https://www.atribuna.com.br/cidades/bolsonaro-revela-po...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Uber fará integração com o transporte público na região metropolitana de São Paulo.

O Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e a diretora geral da Uber no Brasil, Claudia Woods, anunciaram nesta quinta-feira (14), no Palácio dos Bandeirantes, um novo recurso do aplicativo que integra os transportes público e privado na região metropolitana de São Paulo. O serviço conta agora com informações sobre linhas de ônibus, metrô e trens direto no aplicativo da Uber, permitindo que o usuário compare as opções disponíveis e planeje viagens completas ou parciais utilizando transporte público, com instruções passo a passo e itinerários em tempo real fornecidos por empresa especializada. “A população deseja se deslocar de forma cada vez mais prática e um serviço como esse permite às pessoas planejar melhor suas viagens de ponta a ponta, podendo escolher o transporte público sempre que for mais conveniente e também complementar com viagens de transporte privado no começo ou no final dos percursos, algo que já vemos acontecer hoje em dia”, afirmou Baldy.

Na prática, depois que o usuário digitar o destino no aplicativo da Uber, ele verá a opção “Transporte Público” junto com as outras modalidades de transporte privado disponíveis, como UberX ou Uber Juntos. Uma vez selecionada a opção, serão exibidas as melhores rotas para se chegar ao destino usando a rede de transporte público, com horários de partida e chegada atualizados, além de instruções de caminhada para os pontos de embarque e desembarque.

Para facilitar comparações, o app continuará exibindo preços e horário de chegada estimado de todas as opções, inclusive do “Transporte Público”. “A modalidade reforça a estratégia da empresa de adicionar mais serviços à sua plataforma, incluindo novas opções de mobilidade. A verdade é que, em muitas situações, o transporte público é a opção mais rápida e mais barata, então queremos ajudar nossos usuários a tomar decisões informadas. A Uber é um complemento ao transporte público e acreditamos que, mostrando sempre aos nossos usuários a melhor opção, mesmo que não seja uma viagem de Uber, vamos construir sua confiança e ajudar a melhorar a vida nas cidades”, disse Claudia.

São Paulo é a décima metrópole global a contar com a opção de “Transporte Público” no aplicativo da Uber, ao lado de Washington e Nova York. O serviço já está presente também em cidades como Londres, Sydney, Paris e Denver, onde a integração deu mais um passo e os usuários já podem comprar a passagem de transporte direto no aplicativo.

O novo recurso vai aparecer para grupos de usuários da Uber gradualmente, ao longo das próximas semanas, conforme as atualizações do aplicativo.

NOVEMBRO/2019 – CORREIO PAULISTA.


Estrada de Ferro: Goiás Turismo e Ministério Público firmam parceria.

A Goiás Turismo e o Ministério Público de Goiás (MP-GO) firmaram uma parceria para o fortalecimento do projeto Estrada de Ferro, que criará uma rota turística pelos trilhos da região sudoeste de Goiás.

De acordo com o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, o Ministério Público pode ajudar como um "parceiro de legitimidade". O presidente afirmou que as esferas estadual e federal do órgão aprovaram o projeto e se dispuseram a ajudar.

"Quando apresentamos o projeto, os promotores e procuradores ficaram encantados", disse Fabrício. "Tanto o Ministério Público de Goiás quanto o Federal incorporaram uma comissão que está trabalhando para o projeto, literalmente, entre nos trilhos".

A comissão, que também conta com a participação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), irá auxiliar nas várias frentes de atuação que trabalham na iniciativa. "Existem questões que os parceiros podem contribuir muito, como desapropriações, invasões, manutenção do trem, entre vários outros interesses", disse o presidente.

A Estrada de Ferro

O projeto para construção de um trem turístico foi apresentado no final de janeiro deste ano. A ideia é incluir 14 municípios da região sudoeste do estado. Bonfinópolis, Catalão, Goiandira, Ipameri, Leopoldo de Bulhões, Orizona, Pires do Rio, Santa Cruz de Goiás, Silvânia, Urutaí, Vianópolis, Senador Canedo, Caldazinha e os povoados de Ponte Funda e Caraíba. Os municípios vão restaurar prédios históricos, além de instalar sinalização e placas informativas.

Fabrício afirmou que, além do turismo, outras áreas podem ser alavancadas com a iniciativa. "Em São Paulo temos mini-cidades em volta das estações que geram emprego e renda para a população local. São vários elementos de desenvolvimento que envolvem a estrada de ferro".A meta é assinar o termo de compromisso ainda em 2019 para os trabalhos comecem no ano que vem. Um estudo de viabilidade econômica será entregue a todos os prefeitos dos municípios envolvidos. Além disso, o plano é reformar as últimas três estações que faltam para que o trem comece a rodar.

Fonte: https://www.emaisgoias.com.br/estrada-de-ferro-goias-tu...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Metrô inaugura serviço de entrega de produtos.

Rio - O MetrôRio acaba de implantar um sistema para facilitar a vida daqueles que fazem compras pela internet. A concessionária instalou, em 38 das 41 estações, serviço de armários inteligentes conectados à rede virtual. Chamados de 'lockers', os equipamentos funcionam como pontos de coleta para receber mercadorias compradas pela internet. A iniciativa vai agilizar o envio de produtos adquiridos online, além de beneficiar consumidores que moram em endereços que não são atendidos por empresas de entrega.Desenvolvida pela empresa Clique Retire, a plataforma de logística está integrada aos principais sites de comércio eletrônico do país. Com os novos terminais inteligentes de autoatendimento, o cliente poderá retirar ou devolver os produtos comprados na internet.

Para utilizar o serviço, o usuário deve se registrar gratuitamente no site da Clique Retire (www.cliqueretire.com.br) para obter um endereço virtual de entrega. Ao finalizar a compra na internet, o cliente insere tal endereço e escolhe em qual 'locker' da Clique Retire a mercadoria deve ser entregue. Em seguida, ele receberá por SMS uma senha no formato QRCode para abrir o compartimento e retirar o produto comprado.De acordo com o MetrôRio, no momento da retirada na estação, não haverá cobrança de qualquer taxa. A ainda segundo a concessionária, a média de prazo para a entrega do produto é de 72 horas.

Equipamento em 38 estaçõesDe acordo com o MetrôRio, o serviço vai funcionar nas estações Pavuna, Rubens Paiva, Acari/Fazenda Botafogo, Coelho Neto, Colégio, Irajá, Vicente de Carvalho, Thomaz Coelho, Engenho da Rainha, Inhaúma, Maria da Graça, Triagem, Maracanã, São Cristóvão, Cidade Nova, Uruguai, Saens Peña, São Francisco Xavier, Afonso Pena, Estácio, Praça Onze, Central, Presidente Vargas, Uruguaiana, Carioca, Glória, Catete, Largo do Machado, Flamengo, Cardeal Arcoverde, Siqueira Campos, Cantagalo, General Osório, Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico.

Fonte: https://istoe.com.br/metro-inaugura-servico-de-entrega-...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Associação da extinta Sorocabana exibe locomotiva a diesel de 1942 restaurada.

Uma locomotiva fabricada nos EUA em 1942 foi restaurada e apresentada ao público pela Sorocabana - Movimento de Preservação Ferroviária.

A locomotiva, que pertenceu no passado à Estrada de Ferro Sorocabana, foi restaurada após 18 meses de trabalhos. Para que fosse possível, uma empresa fornecedora de componentes, rolamentos e sistemas de alta precisão patrocinou o projeto.

Ela está em condições de uso, de acordo com a associação, e será disponibilizada para o futuro Trem dos Operários, que percorrerá o trecho entre Sorocaba e Votorantim. Será um apoio operacional à maria-fumaça 58.

Enquanto isso não acontece, a associação disponibilizou a locomotiva para visitação, feita por meio de agendamento ([email protected]).LOCOMOTIVAS

A maria-fumaça 58, fabricada em 1891, foi colocada nos trilhos em caráter experimental no ano passado, percorrendo trecho de um quilômetro. Quando o trem entre Sorocaba e Votorantim estiver em operação, fará um trajeto de sete quilômetros.

O trem tem como objetivo resgatar a antiga Estrada de Ferro Sorocabana, que teve sua primeira linha inaugurada em 1875.

Além de colocar a locomotiva em operação, a Oscip responsável pela preservação recuperou um vagão construído em 1951 nos EUA, que estava em péssimo estado.

Fonte: https://sobretrilhos.blogfolha.uol.com.br/2019/11/10/as...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Em três meses, Trem dos Devotos de Aparecida transporta 41 mil visitantes.

Inaugurado em julho, o Trem dos Devotos, de Aparecida (a 180 km de São Paulo), transportou 41 mil visitantes nos três primeiros meses de operação.Réplica de uma locomotiva a vapor -maria-fumaça-, o monotrilho elétrico faz a ligação entre a Cidade do Romeiro, próxima ao Santuário Nacional, ao porto Itaguaçu, local apontado como o de encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Entre a inauguração, em 5 de julho, e o último dia 2 de outubro, foram vendidos 41.826 bilhetes. Em setembro, foi colocada em operação a segunda composição para fazer o trajeto. Cada um dos trens tem cinco vagões, que atendem até 120 pessoas por trecho.

A composição percorre um trajeto de 1,4 quilômetro em cerca de 15 minutos, passando por 20 cenários que retratam os mistérios do rosário, com um total de 128 esculturas. Embarque e desembarque podem ser feitos nas duas estações, localizadas na Cidade do Romeiro e no Porto Itaguaçu. Por meio de sua assessoria de imprensa, o gerente de operações do projeto, Fábio Cardoso, disse que o trem surgiu com o objetivo de auxiliar as visitas aos dois locais.Ainda conforme ele, o intuito é que o romeiro percorra o trecho a pé e volte pelo trem, mas ele pode ser usado nos dois sentidos, já que o santuário é visitado por muitos idosos e pessoas com dificuldades de locomoção.

O trem foi implantado pela Bontur, que opera os bondinhos aéreos na cidade, ligando o santuário ao Morro do Cruzeiro.

Trem dos Devotos

Preço: R$ 10 por trecho (pessoas com mais de 60 anos e crianças de 6 a 12 anos pagam meia). Operação: 2ª a 6ª (exceto 3ª, quando fecha para manutenção), das 9h às 16h; sáb., das 8h às 17h; dom., das 8h às 15h.

Por Marcelo Toledo

Fonte: https://sobretrilhos.blogfolha.uol.com.br/2019/11/07/em...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


 ACOMPANHE   O   PROJETO   RÁDIO   TREM   PELAS   REDES   SOCIAIS !   

 FIQUE   LIGADO   NA   PROGRAMAÇÃO   DA   WEB   RÁDIO   TREM !   

 
PROGRAMA 
HORÁRIO


EXPRESSO DA MADRUGADA - MOMENTOS ETERNOS 

(Sucessos Nacionais e Internacionais de várias épocas, 
Parcelas da História da Ferrovias)


Diariamente - 01:00 às 05:00

 
MOMENTO DE ORAÇÃO MANHÃ

(Oração do Pai Nosso)

(Execução do Hino Nacional do Brasil)
 


Diariamente - 05:00


TREM BRASIL - COISAS DO BRASIL

(O Trem Brasil destaca a Musica Brasil Caipira, Raiz, Regional, Sertaneja)



Diariamente - 05:05 às 08:00 



TREM MISTO - PROGRAMAÇÃO MISTA
(Sucessos Nacionais e Internacionais que marcaram épocas,
Parcelas da História da Ferrovia)

(Aos Domingos, Recordação de Comerciais Antigos, que marcaram épocas)


FAIXA DA SAUDADE - ANOS 1950, 60, 70...
(Recordação de comerciais antigos)

(Jornal do Brasil, Segunda a Sexta 17h, na entrada da Faixa da Saudade. Conteúdo atualizado pela empresa de hospedagem Maxcast)

Segunda a Sexta - 08:00 às 17:00

Sábado - 08:00 às 15:00

Domingo - 10:00 às 16:00


Segunda a Sexta - 17:00 às 18:00

Domingo - 08:00 às 09:00


ESTAÇÃO DO SAMBA

(Sucessos do Samba que marcaram suas respectivas épocas)

(Recordação de Comerciais Antigos que marcaram épocas)
  

Sábado - 15:00 às 17:00


TRENZINHO DO CAIPIRA

Uma viagem pela música brasileira com Prof. André Galdino

(A história e os maiores sucessos dos grandes artistas brasileiros)


Sábado - 17:00 às 18:00

Reapresentação:

Domingo - 09:00 às 10:00


TREM DA JOVEM GUARDA - ESPECIAL

(Sucessos da época da Jovem Guarda, Anos 1960 e 70) 

(Recordação de Comerciais Antigos que foram destaques em suas épocas)
  

Domingo - 16:00 às 18:00


MOMENTO DE ORAÇÃO TARDE

  (Oração da Ave Maria, Pai Nosso e de São Francisco)

Diariamente - 18:00



ESTAÇÃO POP - NOITE DE SUCESSOS

(Domingo a Sexta, os Sucessos da Musica Pop que marcaram épocas, 
Parcelas da História da Ferrovia)


(Aos Sábados, Estação Pop - Flash Back, com o Balanço dos Anos 60, 70, 80...)

(Recordação de comercias antigos, aos Sábados e Domingos)

Diariamente - 18:20 à 01:00

 AGENDA   RÁDIO   TREM   CULTURAL :

   Paróquia Nossa Senhora Aparecida dos Ferroviários.

 Rua Almirante Brasil 125, próximo ao Metrô Bresser - Mooca, São Paulo - SP. 

CEP 03164 - 120  Fone (11) 2796 6016

* Página; https://nsaparecidadosferroviarios.blogspot.com/

O Projeto Rádio Trem compartilha graciosamente, em forma de apoio.


O TREM CULTURAL DOS IMIGRANTES, opera aos Sábados, Domingos e em alguns Feriados, 
entre as 11h e 16h, com saídas a cada hora em média. 
"Cada passeio, sem visita ao pátio, dura aproximadamente 25 minutos."

Rua Visconde de Parnaíba, 1253, em frente ao Museu da Imigração.
"A 700 metros da Estação Bresser - Mooca do Metrô."

* Informações: Fone (11) 2695 1151 "Atende em Horário Comercial."
Página do Trem Cultural dos Imigrantes no Facebook.

O Projeto Rádio Trem compartilha essa divulgação, em forma de apoio.


* INFORMAÇÕES CLIQUE AQUI!

O Projeto Rádio Trem, compartilha essa publicação, em forma de apoio.


*INFORMAÇÕES, CLIQUE AQUI!

O Projeto Rádio Trem compartilha essa divulgação, em forma de apoio.


*INFORMAÇÕES, CLIQUE AQUI!

O Projeto Rádio Trem compartilha essa divulgação, em forma de apoio.


NOTÍCIAS  DO  JORNAL  CONTÁBIL :

TRENS   URBANOS
METRÔS   VLT`s :  

 SISTEMAS METROFERROVIÁRIOS 

DO BRASIL 

Abaixo você encontra Logos com links para sites de  operadoras de Trens Urbanos, Metrôs e VLTs de Regiões Metropolitanas, para que você possa acessar e planejar os seus deslocamentos.

Estes sites estão disponibilizados gratuitamente aqui no site, NÃO havendo qualquer vinculo comercial e ou publicitário, com as referidas empresas. 

Esta é uma ação de prestação de serviço do Projeto Rádio Trem, em forma de utilidade pública. 

Clique, consulte e boa viagem!

Equipe Projeto Trem

TRENS  DE PASSAGEIROS :

HORÁRIO  DE  BRASÍLIA  (DF)  BR : 

RÁDIO   TREM   SÃO   PAULO   (web)