Menu



RÁDIO  TREM
Recordando os Bons Tempos do Trem

AMIGOS   DO   PROJETO   RÁDIO   TREM ! 

UTILIDADE PÚBLICA; PARE! OLHE! ESCUTE!

PREVISÃO  ATUALIZAÇÃO  CLIMATEMPO:

 PROJETO RÁDIO TREM 

RECORDANDO OS BONS TEMPOS!

 PREVISÃO   ASTRAL   ATUALIZADA   PELO   HORÓSCOPO   VIRTUAL :  

  CONHEÇA   OS   APOIADORES   DO   PROJETO   RÁDIO   TREM ! 

 ACONTECIMENTOS,   DESTAQUES,   NOTÍCIAS   DO   MEIO   TRILHOS :

Operação Especial CPTM – GP Fórmula 1 começa na sexta-feira de feriado.

A Companhia terá intervalo reduzido e composições extras, além do reforço especial 

nas equipes da Linha 9 e em estações estratégicas como Luz e Aeroporto-Guarulhos.

A CPTM terá esquema especial de operação na Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú) para facilitar o acesso ao Autódromo de Interlagos neste domingo (17/11), onde ocorre o Grande Prêmio Brasil de Fórmula 1. 

Das 15h30 às 18h, os trens circularão com intervalos de 5 minutos entre as estações Pinheiros e Grajaú e de 10 minutos entre Osasco e Pinheiros. Nos demais horários de domingo, o intervalo será de 10 minutos em toda a linha.

Entre os dias 15 e 17, haverá composições extras disponíveis caso haja aumento de demanda. Na sexta, que é feriado, os intervalos serão de 10 minutos em toda a linha. Já no sábado, das 6h às 18h, será de 7 minutos e, nos demais horários, de 10 minutos.

Também haverá reforço especial nas equipes da Linha 9-Esmeralda e em estações estratégicas como Luz e Aeroporto-Guarulhos.

Compra antecipada de bilhetes;

A Estação Autódromo fica a 800 metros do portão de acesso ao Setor G do Autódromo de Interlagos. Além dos orientadores bilíngues, a estação contará com placas e avisos sonoros com informação em inglês e português.

Para agilizar o embarque após o final do GP, a CPTM recomenda aos usuários a aquisição antecipada dos bilhetes, preferencialmente com dinheiro trocado. A compra das passagens nas bilheteiras pode ser feita normalmente nos horários de funcionamento de todas as estações.

A média de embarques em um sábado normal, na Estação Autódromo, é de cerca de 4,5 mil passageiros e aos domingos, de 3 mil. No fim de semana da realização da Fórmula I, a movimentação na estação gira em torno de 13 mil pessoas, tanto no sábado, quanto no domingo.

Serviço:

Operação Especial CPTM – GP de Fórmula 1

Local: Linha 9-Esmeralda (Osasco – Grajaú)

Data: sexta-feira, 15/11

Intervalo: 10 minutos em toda a linha

Data: sábado, 16/11

Intervalo: das 6h às 18h – 7 minutos

Demais horários – 10 minutos

Data: domingo, 17/11

Intervalo: das 15h30 às 18h – 5 minutos entre as estações Pinheiros e Grajaú e de 10 minutos entre Osasco e Pinheiros

Demais horários – 10 minutos em toda a linha

NOVEMBRO/2019 – CPTM.


Estrada de Ferro: Goiás Turismo e Ministério Público firmam parceria.

A Goiás Turismo e o Ministério Público de Goiás (MP-GO) firmaram uma parceria para o fortalecimento do projeto Estrada de Ferro, que criará uma rota turística pelos trilhos da região sudoeste de Goiás.

De acordo com o presidente da Goiás Turismo, Fabrício Amaral, o Ministério Público pode ajudar como um "parceiro de legitimidade". O presidente afirmou que as esferas estadual e federal do órgão aprovaram o projeto e se dispuseram a ajudar.

"Quando apresentamos o projeto, os promotores e procuradores ficaram encantados", disse Fabrício. "Tanto o Ministério Público de Goiás quanto o Federal incorporaram uma comissão que está trabalhando para o projeto, literalmente, entre nos trilhos".

A comissão, que também conta com a participação do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), irá auxiliar nas várias frentes de atuação que trabalham na iniciativa. "Existem questões que os parceiros podem contribuir muito, como desapropriações, invasões, manutenção do trem, entre vários outros interesses", disse o presidente.

A Estrada de Ferro

O projeto para construção de um trem turístico foi apresentado no final de janeiro deste ano. A ideia é incluir 14 municípios da região sudoeste do estado. Bonfinópolis, Catalão, Goiandira, Ipameri, Leopoldo de Bulhões, Orizona, Pires do Rio, Santa Cruz de Goiás, Silvânia, Urutaí, Vianópolis, Senador Canedo, Caldazinha e os povoados de Ponte Funda e Caraíba. Os municípios vão restaurar prédios históricos, além de instalar sinalização e placas informativas.

Fabrício afirmou que, além do turismo, outras áreas podem ser alavancadas com a iniciativa. "Em São Paulo temos mini-cidades em volta das estações que geram emprego e renda para a população local. São vários elementos de desenvolvimento que envolvem a estrada de ferro".A meta é assinar o termo de compromisso ainda em 2019 para os trabalhos comecem no ano que vem. Um estudo de viabilidade econômica será entregue a todos os prefeitos dos municípios envolvidos. Além disso, o plano é reformar as últimas três estações que faltam para que o trem comece a rodar.

Fonte: https://www.emaisgoias.com.br/estrada-de-ferro-goias-tu...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Metrô inaugura serviço de entrega de produtos.

Rio - O MetrôRio acaba de implantar um sistema para facilitar a vida daqueles que fazem compras pela internet. A concessionária instalou, em 38 das 41 estações, serviço de armários inteligentes conectados à rede virtual. Chamados de 'lockers', os equipamentos funcionam como pontos de coleta para receber mercadorias compradas pela internet. A iniciativa vai agilizar o envio de produtos adquiridos online, além de beneficiar consumidores que moram em endereços que não são atendidos por empresas de entrega.Desenvolvida pela empresa Clique Retire, a plataforma de logística está integrada aos principais sites de comércio eletrônico do país. Com os novos terminais inteligentes de autoatendimento, o cliente poderá retirar ou devolver os produtos comprados na internet.

Para utilizar o serviço, o usuário deve se registrar gratuitamente no site da Clique Retire (www.cliqueretire.com.br) para obter um endereço virtual de entrega. Ao finalizar a compra na internet, o cliente insere tal endereço e escolhe em qual 'locker' da Clique Retire a mercadoria deve ser entregue. Em seguida, ele receberá por SMS uma senha no formato QRCode para abrir o compartimento e retirar o produto comprado.De acordo com o MetrôRio, no momento da retirada na estação, não haverá cobrança de qualquer taxa. A ainda segundo a concessionária, a média de prazo para a entrega do produto é de 72 horas.

Equipamento em 38 estaçõesDe acordo com o MetrôRio, o serviço vai funcionar nas estações Pavuna, Rubens Paiva, Acari/Fazenda Botafogo, Coelho Neto, Colégio, Irajá, Vicente de Carvalho, Thomaz Coelho, Engenho da Rainha, Inhaúma, Maria da Graça, Triagem, Maracanã, São Cristóvão, Cidade Nova, Uruguai, Saens Peña, São Francisco Xavier, Afonso Pena, Estácio, Praça Onze, Central, Presidente Vargas, Uruguaiana, Carioca, Glória, Catete, Largo do Machado, Flamengo, Cardeal Arcoverde, Siqueira Campos, Cantagalo, General Osório, Nossa Senhora da Paz, Jardim de Alah, Antero de Quental, São Conrado e Jardim Oceânico.

Fonte: https://istoe.com.br/metro-inaugura-servico-de-entrega-...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Associação da extinta Sorocabana exibe locomotiva a diesel de 1942 restaurada.

Uma locomotiva fabricada nos EUA em 1942 foi restaurada e apresentada ao público pela Sorocabana - Movimento de Preservação Ferroviária.

A locomotiva, que pertenceu no passado à Estrada de Ferro Sorocabana, foi restaurada após 18 meses de trabalhos. Para que fosse possível, uma empresa fornecedora de componentes, rolamentos e sistemas de alta precisão patrocinou o projeto.

Ela está em condições de uso, de acordo com a associação, e será disponibilizada para o futuro Trem dos Operários, que percorrerá o trecho entre Sorocaba e Votorantim. Será um apoio operacional à maria-fumaça 58.

Enquanto isso não acontece, a associação disponibilizou a locomotiva para visitação, feita por meio de agendamento ([email protected]).LOCOMOTIVAS

A maria-fumaça 58, fabricada em 1891, foi colocada nos trilhos em caráter experimental no ano passado, percorrendo trecho de um quilômetro. Quando o trem entre Sorocaba e Votorantim estiver em operação, fará um trajeto de sete quilômetros.

O trem tem como objetivo resgatar a antiga Estrada de Ferro Sorocabana, que teve sua primeira linha inaugurada em 1875.

Além de colocar a locomotiva em operação, a Oscip responsável pela preservação recuperou um vagão construído em 1951 nos EUA, que estava em péssimo estado.

Fonte: https://sobretrilhos.blogfolha.uol.com.br/2019/11/10/as...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Ferroviários vestem azul para lembrar da luta contra o câncer de próstata.

Os ferroviários paraibanos, assim como de todos da CBTU nos cinco Estados do país, estão vestindo azul nesta sexta feira, 08. A ação visa lembrar aos homens a necessidade de visitar o urologista e se prevenir contra o câncer de próstata. De acordo com o Ministério da Saúde, o câncer de próstata é o segundo tipo de câncer mais com entre os homens e tem como agravo a não manifestação de sintomas até que a doença esteja em estágios avançados, o que reduz as chances de cura.

Segundo a Secretaria de Saúde do Estado, o câncer de próstata foi a causa de morte de 272 homens entre janeiro e outubro deste ano, na Paraíba.  Uma série de eventos relacionados ao Novembro Azul, dedicado à saúde da população masculina, está sendo realizada com diversas palestras e disponibilização de serviços de saúde em várias cidades do Estado.

Por outro lado, a detecção precoce aumenta as chances de cura de 90%. Isso mostra que o diferencial do prognóstico dessa, e de tantas outras patologias, é o estágio da doença no momento em que é diagnosticada. O exame médico de prevenção deve ser realizado anualmente por todos os homens com idades a partir de 50 anos, ou 45, se houver casos de câncer de próstata na família.

O Exame é um procedimento rápido e consiste no toque retal para verificação de alteração no tecido da próstata. Caso a alteração seja detectada, o médico pode solicitar exames laboratoriais para confirmar o diagnóstico e iniciar o tratamento.

São fatores de risco para desenvolver o câncer de próstata: idade avançada (65 anos ou mais em cerca de 65% dos casos; histórico da doença na família; hábitos alimentares inadequados, à base de gordura animal e pobre em frutas, verduras, legumes e grãos; sedentarismo r obesidade.

NOVEMBRO/2019 – CBTU.


Em três meses, Trem dos Devotos de Aparecida transporta 41 mil visitantes.

Inaugurado em julho, o Trem dos Devotos, de Aparecida (a 180 km de São Paulo), transportou 41 mil visitantes nos três primeiros meses de operação.Réplica de uma locomotiva a vapor -maria-fumaça-, o monotrilho elétrico faz a ligação entre a Cidade do Romeiro, próxima ao Santuário Nacional, ao porto Itaguaçu, local apontado como o de encontro da imagem de Nossa Senhora Aparecida.

Entre a inauguração, em 5 de julho, e o último dia 2 de outubro, foram vendidos 41.826 bilhetes. Em setembro, foi colocada em operação a segunda composição para fazer o trajeto. Cada um dos trens tem cinco vagões, que atendem até 120 pessoas por trecho.

A composição percorre um trajeto de 1,4 quilômetro em cerca de 15 minutos, passando por 20 cenários que retratam os mistérios do rosário, com um total de 128 esculturas. Embarque e desembarque podem ser feitos nas duas estações, localizadas na Cidade do Romeiro e no Porto Itaguaçu. Por meio de sua assessoria de imprensa, o gerente de operações do projeto, Fábio Cardoso, disse que o trem surgiu com o objetivo de auxiliar as visitas aos dois locais.Ainda conforme ele, o intuito é que o romeiro percorra o trecho a pé e volte pelo trem, mas ele pode ser usado nos dois sentidos, já que o santuário é visitado por muitos idosos e pessoas com dificuldades de locomoção.

O trem foi implantado pela Bontur, que opera os bondinhos aéreos na cidade, ligando o santuário ao Morro do Cruzeiro.

Trem dos Devotos

Preço: R$ 10 por trecho (pessoas com mais de 60 anos e crianças de 6 a 12 anos pagam meia). Operação: 2ª a 6ª (exceto 3ª, quando fecha para manutenção), das 9h às 16h; sáb., das 8h às 17h; dom., das 8h às 15h.

Por Marcelo Toledo

Fonte: https://sobretrilhos.blogfolha.uol.com.br/2019/11/07/em...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Reunião discute Parque dos Trilhos.

A Prefeitura de Bauru, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, participou nesta segunda-feira (4) de uma reunião, em Curitiba (PR), na sede da Rumo - empresa concessionária da via férrea que passa por Bauru -, para tratar do Certificado de Operação Especificada (COE), documento necessário para a liberação do uso dos trilhos, o que possibilitará, no futuro, o retorno dos passeios da Maria-Fumaça, dentro do projeto Parque nos Trilhos.

O objetivo é restaurar os trilhos da ferrovia na área central de Bauru para que a locomotiva volte a realizar passeios turísticos. Para que sejam realizados os processos de licitação e a contratação da empresa que realizará esse trabalho, é indispensável a obtenção do COE.

Outra ação que fará parte do projeto Parque nos Trilhos é a criação do Mercado Municipal, no antigo prédio do armazém da Cia. Paulista, que fica na rua Júlio Prestes, onde é realizada aos domingos a Feira do Rolo. O projeto prevê a instalação de um deck para boxes do Mercadão, que ocupará a antiga plataforma de embarque. Estiveram na reunião, pela Secretaria Municipal de Cultura, o secretário Rick Ferreira e o diretor da Divisão Técnica, Alex Gimenez Sanches. Os arquitetos Paulo Renato Lemos e Gabriel Santiago, do escritório de arquitetura parceiro da prefeitura e responsável pelo projeto, acompanharam a equipe do município.

A reunião foi importante para acelerarmos esse processo e conseguir licitar o mais rápido possível as empresas que vão realizar o trabalho de revitalização nesses locais para início das atividades previstas, avaliou Rick Ferreira.

Participaram do encontro, pela Rumo, o gerente de relações governamentais, Rodrigo Veradino; o especialista de projetos de terceiros, Gustavo Nunes; o especialista de planejamento e controle de manutenção, Eliseu Carneiro; o especialista em via ferroviária, Ricardo Assumpção; o coordenador de regulação de obras, Willyam Carvalho; a gerente de regulação, Camile Viana; e a advogada Sara Lopes.

Fonte: https://www.jcnet.com.br/noticias/politica/2019/11/7027...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Extensão da Linha 9 - Esmeralda da CPTM em São Paulo/SP.

As obras retomadas no início do ano da extensão da Linha 9-Esmeralda, da CPTM, no extremo da Zona Sul da capital paulista, devem durar até agosto de 2020. O Lote 1 compreende a ligação da estação Grajaú à estação Mendes e o lote 2 conecta trecho após a estação Mendes até Varginha, onde a extensão da Linha 9 se encerra. No total, são 4,5 km acrescidos ao ramal. O trecho do Lote 1 tem extensão de 2,4 km. De acordo com a Concrejato Engenharia, até o final do mês de setembro de 2019 foram realizadas 19% das obras do escopo contratado.

Atualmente, os serviços de maior expressão que estão em andamento são a execução da linha permanente, estruturas metálicas e a cobertura com telha autoportante, com vão livre de 19 m, no corpo da estação Mendes.

Estão ainda sendo executados na estação os acabamentos internos como piso de granito, serralherias internas, tratamento da estrutura de concreto com verniz anti-pichação, aplicação de manta anti-vibração na via sobre a estrutura de concreto, diversas estruturas de concreto de pequeno porte em complemento ao projeto original, infraestrutura das instalações de baixa tensão e facilities, além dos brises especiais das fachadas. Em paralelo, foram adquiridos na Europa de fabricante de grande expressão os aparelhos de movimentação de via AMV, que estão em processos final de ajuste de projeto de forma que todos os componentes sejam fabricados com os parâmetros nacionais. As escadas rolantes por sua vez estão em fase de inspeção final na Espanha para embarque ao Brasil. Também já foram adquiridos quadros elétricos especiais que estão em fase de confecção, equipamentos e materiais especiais da linha de tração aérea.

A obra tem sido acompanhada de perto pelos representantes da Secretaria de Transporte do Estado, que tem demonstrado satisfação com a execução e andamento da obra, segundo a Concrejato.

Os processos internos do consórcio de verificação de projeto têm sido realizados de forma intensa pela equipe de engenharia para garantir que a compatibilização tenha o mínimo de interferências durante a execução da obra, mitigando retrabalhos na obra e improdutividade. A equipe de planejamento tem feito igualmente um trabalho de alto nível técnico na implementação dos processos Lean Construction para possibilitar o cumprimento dos prazos da forma planejada, para que a ordenação das atividades evite retrabalhos e que a qualidade dos serviços prestados esteja de acordo com o nível de serviço pactuado.

Fonte: https://revistaoe.com.br/extensao-linha-9/

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Airport Express: O serviço certo para quem opera ônibus e não trem.

Após um ano desde sua implantação, o Airport-Express da Linha 13-Jade da CPTM tem transportado em média, apenas 31 passageiros por viagem. Os dados foram revelados pelo site MetroCPTM.

Esse número parece piada, mas não é! Se a CPTM abrisse um serviço com micro-ônibus seria mais efetivo, do que colocar um trem com capacidade para até 2.600 passageiros, isso contando com quem viaja em pé, para circular com apenas 31 passageiros.

O serviço conta com viagens diretas entre a estação da Luz até o Aeroporto de Guarulhos e o valor da tarifa é de R$ 8,60.A falta do interesse neste tipo de viagem pode ter diversos fatores, entre elas é o fato do trem parar longe dos terminais de embarque. Vale lembrar que ao chegar na estação Aeroporto-Guarulhos, é necessário pegar um ônibus gratuíto até os terminais de embarque.

O passageiro só pode comprar o bilhete na bilheteria exclusiva da Luz, e o pagamento só pode ser feito com dinheiro em espécie. Um outro ponto que deve gerar o desinterese é os horários em que o serviço opera. As partidas de Guarulhos ocorrem às 9h, 11h, 13h, 15h e 21h enquanto na estação da Luz os trens saem às 10h, 12h, 14h, 16h e 22h.No momento não há como ocorrer viagens nos horários mais movimentados para não prejudicar a operação das linhas 11-Coral (Luz-Estudantes) e 12-Safira (Brás-Calmon Viana) que compartilham suas vias para o serviço.

Um ponto importante, a falta de publicidade do serviço e de ações que incentivem seu uso. Infelizmente a CPTM ainda não aprendeu a "se vender". Uma empresa que transporta milhares de pessoas por dia, não tem uma área de marketing que trabalhe sério e que saiba tirar proveito daquilo que pode dar certo. E não podemos nos esquecer da facilidade! Comprar o bilhete com dinheiro em espécie é um tanto complicado, já que grande maioria das pessoas utilizam meio eletrônicos para pagamento, como por exemplo, o cartão de débito ou crédito. Caso esse meio de pagamento fosse disponibilizado, também teria potencial para atrair turistas que visitam a capital e vão em direção ao aeroporto.A Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) enviou à seguinte declaração em resposta ao portal:"Mais de 60 mil pessoas utilizaram o serviço Expresso Aeroporto de janeiro a setembro e a CPTM prevê o crescimento gradativo da demanda, como já vem ocorrendo na Linha 13-Jade.

Quanto à tarifa, vale lembrar que o serviço expresso é opcional. Os passageiros contam também com alternativas para chegar à Estação Aeroporto-Guarulhos. O serviço Connect disponibiliza trens partindo do Brás pelas linhas 11-Coral e 12-Safira e ainda é possível seguir para o aeroporto pela Linha 13, no serviço regular, a partir da Estação Engenheiro Goulart, usando as transferências gratuitas nas linhas do Metrô. São opções que levam ao aeroporto com a tarifa de R$ 4,30, ou seja, com apenas um bilhete.Com relação à ligação da Linha 13 aos terminais do aeroporto, o projeto está sob a responsabilidade da GRU Airport".

 

Fonte: https://noticiando.net/airport-express-o-servico-certo-...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Paraná anuncia trem turístico com 16 km de trilhos entre Morretes e Antonina.

Fim da linha de uma das principais rotas ferroviárias turísticas do país, Morretes (PR) deverá receber um novo passeio, agora ligando a cidade a Antonina, num trecho de 16 quilômetros no litoral do Paraná.

O anúncio foi feito pelo governo do estado, que fez um acordo com a concessionária Rumo Logística para a revitalização da linha férrea entre as duas cidades.Quando entrar em operação, o trem será o segundo a ter como destino Morretes, que já é uma das pontas do trem da Serra do Mar paranaense, operado pela Serra Verde Express num trecho de 70 quilômetros entre a cidade e a capital do estado, Curitiba.

O documento que prevê o retorno do trem no trecho foi assinado pelo governador Ratinho Junior (PSD) e pelo presidente da empresa, João Alberto Abreu.Além das obras para a ligação de 16 quilômetros entre as estações das duas cidades, também foi inaugurada, na última quinta-feira (31), a restauração da estação ferroviária de Antonina, cuja construção data de 1916. A reinauguração contou com exposição de fotos antigas, obras de arte e peças históricas.

A intenção, de acordo com o governo paranaense, é que a estrutura dos trilhos fique pronta ainda neste ano, para a realização de um passeio natalino.A Rumo pagará a revitalização, que será coordenada pela ABPF (Associação Brasileira de Preservação Ferroviária).

Com o novo trecho, será possível se deslocar de Curitiba a Antonina por trens, com necessidade de troca de composição em Morretes -já que os trechos serão operados por empresas diferentes.A viagem entre Curitiba e Morretes dura cerca de quatro horas e 15 minutos, em meio a cachoeiras e trechos de mata atlântica, com preços a partir de R$ 169.

Fonte: https://sobretrilhos.blogfolha.uol.com.br/2019/11/05/pa...

NOVEMBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Governo Doria quer início de obras de trem para Campinas em 2021.

O governo João Doria (PSDB) anunciou nesta quarta-feira (30) o cronograma com que deseja avançar em dois dos maiores projetos de transporte em São Paulo: o Trem Intercidades, que deverá ligar São Paulo a Campinas, e as concessões das linhas 7-rubi, 8-diamante e 9-esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos). Segundo apresentação feita num evento na sede do governo estadual, o plano de Doria é assinar os contratos de obras do Trem Intercidades até janeiro de 2021. O projeto deve ser lançado junto com a concessão da linha 7-rubi, que liga São Paulo até a cidade de Jundiaí.

Nos últimos 16 anos já foram apresentados quatro projetos do tipo, incluindo um do governo federal. Sem estudos aprofundados e garantias de financiamento, os planos nunca avançaram. Até mesmo Doria chegou a prometer em campanha eleitoral uma malha maior do que esta que vem sendo anunciada. O trecho de trem de São Paulo até Campinas deverá utilizar a estrutura da linha 7; por isso, a concessão dos dois serviços deve ser feita num mesmo pacote. Até o fim deste ano, o governo do estado quer ter em mãos o modelo financeiro que deverá definir este serviço.

A expectativa é de que audiências e consultas públicas ocorram até março de 2020. Por este plano, o edital de concessão da linha 7 e de construção do trem até Campinas deverá ser publicado em junho de 2020. O governo espera assinar os contratos em 2021.

Isso não significa, porém, que o serviço já estará disponível nesta data. No caso da linha da CPTM, costumeiramente é preciso ainda um período de transição até a concessão.Já para o Trem Intercidades deverão ser necessárias intervenções e obras nos trilhos que já existem entre Jundiaí e Campinas, que hoje estão concedidos pelo governo federal a trens de carga. Um modelo que permita também o transporte de passageiros está em desenvolvimento.

Além disso, investidores já se preocupam com a necessidade de levar cabos de energia elétrica para alimentar os trens nesse novo trecho. O governo estadual ainda estuda o prazo de obras neste trecho até que o serviço seja entregue.

Segundo o anúncio do governo, o Trem Intercidades prevê viagens expressas com paradas de 50 km ou 200 km. Os trens deverão ainda ter ar-condicionado, Wifi, serviço de bordo e velocidade acima de 120 km/h.

A pesquisa Origem e Destino do Metrô indica que mais de 65 mil viagens são feitas diariamente desde a região de Campinas até São Paulo pelas estradas paulistas. A apresentação do governo Doria desta quarta-feira não citou levar os trens até Americana, Baixada Santista e Vale do Paraíba, regiões que seriam originalmente contempladas pelo projeto, segundo promessas eleitorais de Doria.

Já as linhas 8-diamante e 9-esmeralda, da CPTM, devem receber as propostas da iniciativa privadas até setembro de 2020, segundo os planos de Doria. Desde setembro, o projeto é analisado pela IFC (sigla em inglês para Corporação Financeira Internacional), vinculada ao Banco Mundial. A publicação do edital deve ocorrer em maio de 2020.Com esta concessão o governo diz esperar a diminuição da espera entre os trens. A linha 8-diamante (com destino a Itapevi) e 9-esmeralda (que liga Osasco à zona sul de São Paulo) transportam mais de um milhão de passageiros por dia.

 

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2019/10/governo...

OUTUBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


Exposição conta a história da primeira fábrica de vagões ferroviários do país.

A FNV (Fábrica Nacional de Vagões), primeira fábrica brasileira de vagões ferroviários, é tema de uma exposição que está aberta ao público até a próxima sexta-feira (1) em Cruzeiro (a 219 km de São Paulo).

Surgida em 22 de outubro de 1943 no Rio de Janeiro, no governo Getúlio Vargas (1882-1954) a FNV foi transferida para Cruzeiro dois anos depois e tem um histórico de atuação no setor ferroviário, mas não só nele.

As imagens fotográficas de "Fábrica: história, memórias e vidas em Cruzeiro" contam a história da primeira indústria brasileira de vagões e o cotidiano da cidade do interior paulista. A exposição foi aberta na última sexta-feira (25) no museu Major Novaes.A exposição de parte do acervo fotográfico está sendo realizada pela AmstedMaxion, originária da FNV.A empresa surgiu num período em que Vargas buscava fortalecer a indústria nacional e ampliar as ferrovias no país. Os primeiros vagões com estrutura metálica da FNV datam de 1948.

O surgimento, em meio à Segunda Guerra, precede o início da piora da situação econômica do sistema ferroviário, iniciada nos anos 50, como mostramos aqui. Naquela década, começaram demissões em massa em companhias de trens, além de transformações de estações em simples pontos de parada de composições.

HISTÓRIA

A empresa, na década seguinte à transferência para Cruzeiro, diversificou a sua linha de atuação e ingressou no segmento rodoviário, que se desenvolveu muito desde então no Brasil.

Em 1956, começou a fabricar caminhões e automóveis e, em 1958, longarinas. Já em 1990, o grupo Iochpe-Maxion assumiu o controle da empresa, que em 1998 foi dividido em duas empresas distintas, uma voltada para setor ferroviário e fundição e outra para autopeças e implementos rodoviários. Em 2000, a partir de uma joint venture entre a Iochpe-Maxion e a norte-americana Amsted Industries, surgiu a AmstedMaxion.A exposição, gratuita, pode ser visitada das 8h às 17h (av. Jorge Tibiriçá, s/nº, Vila Canevari, Cruzeiro).

Fonte: https://sobretrilhos.blogfolha.uol.com.br/2019/10/29/ex...

OUTUBRO/2019 – REVISTA FERROVIÁRIA.


.Mudança da CPTM facilita baldeação entre linha 10-Turquesa e 7-Rubi.

A partir desta segunda-feira (28/10), quem é do ABC e precisa usar a linha 7-Rubi da CPTM vai ter caminho facilitado. A linha, que atualmente liga Jundiaí à estação da Luz, passa a chegar até a estação Brás, ponto de parada final da linha 10-Turquesa, que liga a região ao centro de São Paulo.

A mudança funcionará em caráter experimental, por período indeterminado, apenas de segunda a sexta-feira. Com a medida, quem sai do ABC em direção à Lapa, Jundiaí, Francisco Morato e Piqueri, por exemplo, passa a fazer apenas uma integração, o que diminuiu a troca de transportes necessária antes da extensão da linha. A novidade também beneficia moradores da zona Leste de São Paulo e usuários da linha 8-Diamante, que não precisam mais sair do Brás em direção à Luz para fazer a troca para a linha-7.

O embarque e desembarque para os passageiros da linha Rubi, será feito pela plataforma 2, na estação Brás. A expectativa é padronizar o intervalo médio em seis minutos, entre Francisco Morato e Brás. Atualmente, os trens operam com intervalos de oito minutos de Francisco Morato a Caieiras, e seis minutos de Caieiras à Luz.

Com a mudança, a linha 7, que já é maior em tamanho, passa a operar uma extensão de 62,7 quilômetros e o número de estações sobe de 18 para 19. Já a estação Brás se consolida como a maior da CPTM, com cinco linhas (7-Rubi, 10-Turquesa, 11-Coral, 12-Safira e 13-Jade), além da integração gratuita com a Linha 3-Vermelha do metrô.

Ao oferecer esta nova opção de deslocamento, a medida busca otimizar o fluxo de passageiros entre as três estações centrais (Brás, Luz e Palmeiras-Barra Funda).

OUTUBRO/2019 – REPÓRTER DIÁRIO.


Ashiuchi quer museu histórico ferroviário em Suzano.

Ideia do chefe do Executivo suzanense é que um vagão se torne um centro cultural

O prefeito de Suzano, Rodrigo Ashiuchi (PL), solicitou ao deputado federal Marcio Alvino e ao deputado estadual André do Prado apoio para conquista de um museu histórico ferroviário a ser instalado em Palmeiras, na região da Igreja do Baruel, que passou por grande reforma recentemente.

A ideia do chefe do Executivo suzanense é que um vagão se torne um centro cultural, como um símbolo da origem da cidade de Suzano, que foi construída a partir da chegada da linha ferroviária Central do Brasil.

A solicitação foi feita durante o Encontro Paulista de Museus, Memória Ferroviária e Paisagens Culturais, promovido na sexta-feira (25) pela Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa em parceria com a Prefeitura de Guararema, cidade onde ocorreu o evento.

OUTUBRO/2019 – DIÁRIO DE SUZANO.


 ACOMPANHE   O   PROJETO   RÁDIO   TREM   PELAS   REDES   SOCIAIS !   

 FIQUE   LIGADO   NA   PROGRAMAÇÃO   DA   WEB   RÁDIO   TREM !   

 
PROGRAMA 
HORÁRIO


EXPRESSO DA MADRUGADA - MOMENTOS ETERNOS 

(Sucessos Nacionais e Internacionais de várias épocas, 
Parcelas da História da Ferrovias)


Diariamente - 01:00 às 05:00

 
MOMENTO DE ORAÇÃO MANHÃ

(Oração do Pai Nosso)

(Execução do Hino Nacional do Brasil)
 


Diariamente - 05:00


TREM BRASIL - COISAS DO BRASIL

(O Trem Brasil destaca a Musica Brasil Caipira, Raiz, Regional, Sertaneja)



Diariamente - 05:05 às 08:00 



TREM MISTO - PROGRAMAÇÃO MISTA
(Sucessos Nacionais e Internacionais que marcaram épocas,
Parcelas da História da Ferrovia)

(Aos Domingos, Recordação de Comerciais Antigos, que marcaram épocas)


FAIXA DA SAUDADE - ANOS 1950, 60, 70
(Recordação de comerciais antigos)

Segunda a Sexta - 08:00 às 17:00

Sábado - 08:00 às 15:00

Domingo - 10:00 às 16:00


Segunda a Sexta - 17:00 às 18:00

Domingo - 08:00 às 09:00


ESTAÇÃO DO SAMBA

(Sucessos do Samba que marcaram suas respectivas épocas)

(Recordação de Comerciais Antigos que marcaram épocas)
  

Sábado - 15:00 às 17:00


TRENZINHO DO CAIPIRA

Uma viagem pela música brasileira com Prof. André Galdino

(A história e os maiores sucessos dos grandes artistas brasileiros)


Sábado - 17:00 às 18:00

Reapresentação:

Domingo - 09:00 às 10:00


TREM DA JOVEM GUARDA - ESPECIAL

(Sucessos da época da Jovem Guarda, Anos 1960 e 70) 

(Recordação de Comerciais Antigos que foram destaques em suas épocas)
  

Domingo - 16:00 às 18:00


MOMENTO DE ORAÇÃO TARDE

  (Oração da Ave Maria, Pai Nosso e de São Francisco)

Diariamente - 18:00



ESTAÇÃO POP - NOITE DE SUCESSOS

(Domingo a Sexta, os Sucessos da Musica Pop que marcaram épocas, 
Parcelas da História da Ferrovia)


(Aos Sábados, Estação Pop - Flash Back, com o Balanço dos Anos 60, 70, 80...)

(Recordação de comercias antigos, aos Sábados e Domingos)

Diariamente - 18:20 à 01:00

 AGENDA   RÁDIO   TREM   CULTURAL :

   Paróquia Nossa Senhora Aparecida dos Ferroviários.

 Rua Almirante Brasil 125, próximo ao Metrô Bresser - Mooca, São Paulo - SP. 

CEP 03164 - 120  Fone (11) 2796 6016

* Página; https://nsaparecidadosferroviarios.blogspot.com/

O Projeto Rádio Trem compartilha graciosamente, em forma de apoio.


O TREM CULTURAL DOS IMIGRANTES, opera aos Sábados, Domingos e em alguns Feriados, 
entre as 11h e 16h, com saídas a cada hora em média. 
"Cada passeio, sem visita ao pátio, dura aproximadamente 25 minutos."

Rua Visconde de Parnaíba, 1253, em frente ao Museu da Imigração.
"A 700 metros da Estação Bresser - Mooca do Metrô."

* Informações: Fone (11) 2695 1151 "Atende em Horário Comercial."
Página do Trem Cultural dos Imigrantes no Facebook.

O Projeto Rádio Trem compartilha essa divulgação, em forma de apoio.


* Informações; ACESSE
O Projeto Rádio Trem compartilha essa divulgação, em forma de apoio.


Informações 

O Projeto Rádio Trem compartilha essa divulgação, em forma de apoio.


*INFORMAÇÕES, CLIQUE AQUI!

O Projeto Rádio Trem compartilha essa divulgação, em forma de apoio.


*INFORMAÇÕES, CLIQUE AQUI!

O Projeto Rádio Trem compartilha essa divulgação, em forma de apoio.


NOTÍCIAS  DO  JORNAL  CONTÁBIL :

TRENS   URBANOS
METRÔS   VLT`s :  

 SISTEMAS METROFERROVIÁRIOS 

DO BRASIL 

Abaixo você encontra Logos com links para sites de  operadoras de Trens Urbanos, Metrôs e VLTs de Regiões Metropolitanas, para que você possa acessar e planejar os seus deslocamentos.

Estes sites estão disponibilizados gratuitamente aqui no site, NÃO havendo qualquer vinculo comercial e ou publicitário, com as referidas empresas. 

Esta é uma ação de prestação de serviço do Projeto Rádio Trem, em forma de utilidade pública. 

Clique, consulte e boa viagem!

Equipe Projeto Trem

TRENS  DE PASSAGEIROS :

HORÁRIO  DE  BRASÍLIA  (DF)  BR : 

RÁDIO   TREM   SÃO   PAULO   (web)